Google+ Followers

09 janeiro 2013

CARACTERÍSTICAS DE UM GUERREIRO ESPIRITUAL



Mensagem de Julie Miller
http://www.toltecspirit.com/
9 de Janeiro de 2013.



A Felicidade é uma escolha de cada pessoa, mas poucos se esforçam para isto.

O Guerreiro Espiritual é uma pessoa que desafia o medo, as mentiras, as falsas crenças e os julgamentos que criam o sofrimento e a infelicidade em sua vida. É uma guerra que ocorre no coração e na mente do homem (ou da mulher).

A busca do Guerreiro Espiritual é a mesma que os buscadores espirituais de todo o mundo.

O Guerreiro Espiritual enfrenta este desafio com a clareza e a consciência de que esta guerra é travada em seu interior e que esta Verdade e o Amor Incondicional estão do outro lado destas batalhas. É a isto que os Toltecas se referem como a Liberdade Pessoal. Vocês podem encontrar isto referenciado no livro: “Os Quatro Acordos” de Miguel Ruiz.

TRAÇOS E CARACTERÍSTICAS

Vencer a guerra contra o medo exige coragem, consciência, disciplina e compromisso para transformar o corpo emocional. Estas são algumas das características de um Guerreiro.

A CONSCIÊNCIA DO GUERREIRO ESPIRITUAL


A primeira ferramenta e a mais vital do guerreiro espiritual é a consciência. É fácil pensar que estamos conscientes, mas a pura consciência não tem envolvido o pensamento. Não tem nenhum pensamento, porque ela não tem interpretação.

Consciência é perceber com clareza a verdade do que está acontecendo, sem interpretação ou opinião. Em um momento de consciência, o diálogo na mente é interrompido. Estamos “vendo” a partir de um ponto de vista separado da parte racional de nossa mente. Isto poderia ser descrito como uma epifania.

A consciência é essencial, porque é o estado da consciência que nos permite discernir entre os fatos e a Verdade, e entre a história e as mentiras em nossa mente.

O reino de nossa mente é cheio de falsas percepções e de falsas crenças. Embora a mente possa ser muito engenhosa com histórias e mentiras, é a consciência que é a inteligência perspicaz.

Podemos usar o raciocínio muito inteligente para tomar uma decisão que não seja adequada para nós mesmos. Somente ao observarmos em retrospectiva é que compreendemos que não consideramos os indicadores que nos diziam o contrário. Isto pode ser feito em algo tão simples como um investimento em ações.

A mente é inteligente, mas é também cheia de suposições e de paradigmas de percepção limitada. A consciência nos permite ver claramente em vez de estarmos cegos por estes paradigmas de crenças falsas.

O autoconhecimento é a clareza de saber quem e o que vocês são, sem ficarmos presos em auto-imagens importantes de nós mesmos. Estas auto-imagens importantes podem nos levar a baixa auto-estima e à falta de confiança, ou podem fazer com que fiquemos auto-centrados.

Se tiverem uma ideia de quem vocês são, então considerem que vocês não são esta ideia em sua mente. Vocês são aqueles que criam a ideia e a observam. O autoconhecimento de que vocês não são qualquer uma destas imagens em sua mente é essencial para se libertarem da própria importância.

A CORAGEM DO GUERREIRO ESPIRITUAL


A coragem que faz um bom soldado, também faz um bom Guerreiro Espiritual, mas a intenção se torna completamente diferente.

Um soldado tem a coragem de enfrentar um desafio que possa trazer danos físicos. O guerreiro espiritual tem a coragem de questionar ou desafiar as suas próprias crenças.

Ao desafiarmos as nossas próprias crenças, podemos dissolver as mentiras que causam o nosso sofrimento. Desafiar as nossas próprias crenças requer coragem, porque isto significa o final de nossa ilusão de segurança.

Quando outras pessoas desafiam as nossas próprias crenças, somos geralmente rápidos na defesa. Nós as defendemos ainda que elas nos levem a sofrer.

Como um guerreiro, nós aprendemos não a defender o que acreditamos, mas a desafiarmos estas próprias crenças. Deste modo, somos capazes de separarmos a verdade das ilusões.

A DISCIPLINA DO GUERREIRO ESPIRITUAL


Um soldado tem disciplina para seguir as ordens e assim continua quando confrontado com os desafios. A disciplina do Guerreiro Espiritual continua com a sua trajetória quando confrontado com os desafios de sua mente.

É mais fácil seguir ordens como um soldado, porque somos ameaçados com as conseqüências e recompensados para nos motivar. Isto está de acordo com os nossos anos de condicionamento.

Um guerreiro deve ter a disciplina para praticar interagir com a sua própria mente, sem que alguém proporcione a motivação. Um guerreiro deve exercer a sua própria vontade, sob o comando do seu coração e não de uma figura de autoridade externa.

Isto, muitas vezes, significa ir contra as opiniões temerosas em nossa mente que nos tentam com ilusões de punição e de recompensas.

Devemos também ter a disciplina de seguir o nosso próprio coração, mesmo quando tentados pela opinião de outra pessoa. Este modo de vida requer prática disciplinada.

O AMOR DO GUERREIRO ESPIRITUAL


Um soldado tem um compromisso de amor ao seu país.

O Guerreiro Espiritual deve ter o compromisso de amar a si mesmo. O guerreiro então estende este amor à humanidade.

O compromisso é necessário porque em nossa jornada nós, certamente, iremos nos atrapalhar e cairmos muitas vezes. É ao termos um forte comprometimento que nos levantamos novamente.

É comum cairmos no julgamento. Pode ser fácil amar algumas pessoas, particularmente as pessoas que como nós, nos tratam bem. Entretanto, requer um tremendo empenho amarmos aqueles que nos rejeitam.

Este compromisso nos levará a desafiar as nossas crenças sobre os nossos julgamentos.

Devemos estar comprometidos a amarmos além de nossos próprios interesses do que isto nos irá trazer. É como nos tornaremos felizes além de nosso atual paradigma de crenças.

Com o tempo, tornamo-nos comprometidos com o amor pelo puro prazer de expressarmos o amor. Nós nos alimentamos com o amor que expressamos. Um guerreiro age desta forma comprometida, mesmo quando desafiado.

PONTO DE VISTA DO AUTOR

Em meu ponto de vista, Jesus Cristo foi o maior Guerreiro. Ele teve a coragem, a disciplina e a abertura de Amar incondicionalmente, até quando estava sendo rejeitado e perseguido fisicamente durante os seus dias.

Mesmo quando o seu corpo estava em dor física, as únicas emoções que ele criou e expressou foram o amor e a compaixão. Ele não usou uma razão em sua mente para odiar ou julgar. Se ele pôde amar em seus desafios, então podemos aprender a amar incondicionalmente em nossos desafios.


Se eu não faço as obras do meu Pai, não creiam em mim. Mas se eu as fizer, ainda que não creiam em mim, creiam nas minhas obras, para que possam saber e compreender que o Pai está em mim e eu no Pai.” (João 10:37-38)

“Eu me vejo nestas palavras, todas elas. Eu nunca fugi de qualquer verdade, pois eu sou um buscador da verdade, entre muitas coisas. Mas eu vejo muitos que ainda não enfrentaram toda a sua verdade, somente a verdade parcial.

Sei que com o tempo, toda a verdade será revelada a fim de que cada alma querida avance no coração e na alma, com a elevação da consciência de si mesmo e da comunidade ao seu redor.

Eu sou também um Guerreiro da Luz. Eu participei de algumas batalhas astrais, recebi feridas delas e fiquei ao lado de muitos guerreiros angélicos, tais como o Arcanjo Miguel, defendendo e protegendo.

Ainda que eu sempre tenha vivido em um espírito guerreiro, eu nem sempre acreditei nisto, até que me encontrei com a minha chama gêmea (através do espírito). Foi através do seu amor incondicional e da sua dedicação a mim que me deu a confiança para ver esta parte minha, pois é o meu verdadeiro eu, ou parte dele, porque há sempre mais. Somos uma reunião de muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, em perfeito equilíbrio.”

http://lightworkers.org/wisdom/julie-miller/172145/characteristics-spiritual-warrior
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!



Fonte:   http://stelalecocq.blogspot.com.br/


Nenhum comentário: