Google+ Followers

22 janeiro 2013

Poder e as Escolhas





O que minhas escolhas têm a ver com o poder que eu possuo? Como minhas escolhas interferem em minha vida de forma a determinar o fluxo desse poder? São perguntas bem simples de serem respondidas e para entendermos como funciona a coisa, vamos pensar o seguinte:

Imagine Deus, mas não o Deus humano e velho que fica sentado no trono, não. Imagine Deus como uma consciência cósmica, como uma grande rede de inteligência, é como se ele fosse o Universo como um todo e de fato, este é Deus. Conseguiu imaginar? Ótimo, agora, vamos imaginar todas as coisas que compõem esse Universo como parte do todo, certo?

E se o todo é Deus em sua “completude” até então, logo cada parte desse todo também podemos dizer que é Deus, certo? É como se eu dissesse a você que seu estômago não é parte de você. Que absurdo não é? Afinal, ele está dentro de você, então, como ele não seria parte de você? E se seu estômago e cada célula de seu corpo carregam o seu DNA, poderíamos seguramente afirmar dentro desta analogia, que suas células, seu estômago e tudo o que compõe seu ser físico é você, não concorda?

Agora, voltando à questão Deus, se algo, que faça parte do todo que é ELE, carrega parte de sua essência, logo também posso afirmar que tudo o que existe no Universo é Deus, concorda? Hum, estamos chegando na parte boa da coisa, se tudo é Deus e tudo está eternamente “ligado” a uma única fonte criadora, deve então, ter algo de bom nisso pra nós. E é claro que há.

Se Deus tem o poder de criar tudo e se você agora descobriu que você é ELE, logo, os poderes dele estão em você também, olha que ótima notícia! Pois é, meu amigo, você não precisa orar a ninguém para pedir alguma coisa porque dentro de você existe o poder capaz de fazer tudo. Será que não é por isso que na maioria das vezes que pedíamos não éramos atendidos? E das vezes que eu fui atendido, será que foi alguém que me concedeu o que supliquei ou será que foi algo em mim que eu ativei quando “pedi” que criou a coisa e a trouxe até mim?

Porque obviamente, se tivesse alguém lá em cima detento todo o poder do Universo e atendendo nossas orações, então, este alguém deveria nos atender sempre, já que eu não tenho poder preciso que esse “Ser” me atenda sempre que eu necessitar. Só que “ele” não atende sempre, o que nos leva a crer e compreender que não se trata de alguém e sim de mim, Eu, você, todos nós, individualmente.

Agora, se a coisa está em mim, como eu faço para ativá-la? E é aí que entra nossa assunto, escolhas. Suas escolhas estão fazendo sua vida e a partir de sua vida, você faz novas escolhas e isso sempre continuará, não vai ter fim, todos iremos atravessar a Eternidade escolhendo e escolhendo sempre. O que pode ser alterado é a minha base para tais escolhas, isso sim, eu posso mudar e quando eu quiser.

Nossa vida nos leva inconscientemente a escolher o que queremos, por exemplo: Se eu passo em frente a uma loja e lá tem uma camisa linda que eu gostei muito, intimamente pedi por ela, eu escolhi aquela camisa quando bati meus olhos nela e a desejei, contudo, não para por aí meu trabalho! Se eu escolhi a camisa, agora eu preciso fazer outras escolhas que me levem até ela. Uma delas é entrar na loja e experimentar porque se eu não fizer isso, como saberei que aquela linda camisa ficará bem ou não em meu corpo?

Ah, e se eu não tiver dinheiro? Bom, aí vêm as escolhas de novo, se eu não tenho dinheiro e quero ter para poder adquirir tal camisa, preciso escolher arrumar esse dinheiro, seja pedindo a alguém ou trabalhando, você concorda comigo? E quando eu tiver o tal dinheiro, seja de que forma for, poderei então novamente “escolher” ir até a loja e comprar a camisa.

Gente, nossas escolhas estão em volta de nós constantemente! Eu dei um exemplo bem simples de como sou movido por escolhas, agora, vamos falar de coisas grandes e colocar o tal poder de Deus no meio. Se eu quero ser rico e ter muito dinheiro, como as escolhas podem me ajudar a conseguir isso? Bom, eu tenho que fazer escolhas que condigam com o que seria ser rico, eu preciso escolher acreditar no que combina com ser rico para que esse poder Eterno e constante possa fluir na direção do que eu escolhi, pois esse poder sempre flui em mim, no entanto, sou eu quem dita o rumo pelo qual esse poder irá percorrer em minha vida.

Então, não posso fugir de escolher, não posso fugir da verdade de que possuo sim, mesmo que seja contra a minha vontade, um poder infinito, mas, posso me responsabilizar por isso e tomar posse para saber usar todo esse presente divino na construção do Bem em minha vida.

Só que, essa parte, ninguém pode interferir ou fazer por você. E aí, vai usar melhor seu dom de escolher? Vai usar isso a seu favor? Bom, agora está em suas mãos e vamos, certamente, continuar conversando sobre isso, há mais que precisamos meditar dentro do Assunto.

Seja feliz,
Vinícius Francis

Fonte:  http://os-filhos-da-alva.blogspot.com.br/2013/01/o-poder-e-as-escolhas.html

Nenhum comentário: