Google+ Followers

29 maio 2017

MENSAGEM DA LUA NOVA ALINHAR-SE COM A NATUREZA DA REALIDADE EM UM MOMENTO DE CURA E AGITAÇÃO




Simon & Jennifer

Chegamos a mais uma encruzilhada neste caminho longo e sinuoso. Estamos processando múltiplas camadas de nossas vidas, todas de uma vez, trabalhando com os remanescentes de nosso antigo modo de vida, enquanto o novo está ao mesmo tempo sendo trazido para a nossa conscientização.

Com a sensação de fazer parte de algo maior do que nós mesmos, o que as nossas mentes são incapazes de captar, continuamos avançando, processando a escuridão que surge do passado e caminhando em direção ao que parece ser o futuro, conforme novas oportunidades emergem das sombras.


À medida que nos afastamos da velha maneira de estar no mundo, constatamos que devemos criar um novo modo de vida que esteja alinhado e que apoie a organização natural da realidade. No passado, criamos nossa realidade a partir da vontade e da perseverança, mas essa abordagem não é mais apoiada pela nova realidade energética de nosso mundo.

Nós, humanos, assumimos esse caminho de cocriação até os limites que os nossos corpos físicos e a própria Terra podem sustentar. As antigas formas de ser precisam ser substituídas por uma completamente diferente, a fim de que possamos cocriar uma realidade completamente diferente também.

Como uma parte natural do processo, podemos ademais enfrentar uma sensação de perda, à medida que abrimos mão de nossos velhos modos: a perda do que queríamos que nossa vida fosse e como esperávamos que nossa experiência se manifestasse.

Mas, precisamos deixar de lado esse falso senso de conhecimento, a fim de abrir caminho para que a vida nos revele aquilo que estamos aqui para participar, e como esta experiência se desenvolverá para nós – experiências que jamais soubemos que estavam à nossa disposição.

O avanço da mente humana, nossas habilidades de comunicação e organização mudaram para sempre a direção evolutiva da humanidade. Deixamos de ser regidos pelo instinto e a intuição para ser regidos pela mente consciente; e isso mudou o que somos.

Nós nos afastamos da vida do reino animal e seguimos um caminho de mestria. Dominamos nossas capacidades naturais e aprendemos a desenvolver o mundo a nosso favor, e com o tempo, nos tornamos soberanos relativamente à nossa realidade – e ainda assim persistimos com a mentalidade de que somos meramente sobreviventes. Cercados pela abundância e empoleirados no topo da ‘cadeia alimentar’, nós, humanos, enfrentamos o medo e a carência – o que gera dualidade e conflito.

Mas, agora, nos encontramos em outro ponto crítico da jornada evolutiva da humanidade.
A humanidade está evoluindo para além de ser regida pela mente… pela CONSCIÊNCIA.

A consciência é a intuição compreendida e traduzida pela mente evoluída. Em que a intuição em sua forma mais pura só pode estar disponível e atuar no momento, a consciência é traduzida e integrada por meio da mente consciente avançada. Assim, a integração da intuição e do instinto com os processos recém- desenvolvidos da mente consciente é um desenvolvimento natural e inevitável da evolução da humanidade.

Temos a capacidade de prosperar por meio desta Mudança e criar uma civilização verdadeiramente avançada, mas devemos renunciar à mente (e ao status que lhe concederam) como nosso guia principal e estimular o desenvolvimento da consciência humana em todas as suas formas.

Como indivíduos e como uma sociedade, devemos aprender a ser orientados pela consciência de que não somos separados de nada, que apenas somos manifestações dos impulsos criados por forças maiores de nossa coexistência, levando-nos ao lugar certo, no tempo certo, com as conexões certas para expressar nossa individualidade perfeitamente concebida.

As estruturas atuais estão se desmoronando, tanto as estruturas internas de nossas mentes quanto as estruturas externas de nossas sociedades, e quando isso acontece, criamos novas estruturas – estruturas orgânicas e naturais, em que a dualidade se reflete na diversidade e não no conflito.

A criação dessas estruturas orgânicas, todavia, só é possível quando integramos e manifestamos nossa consciência interna no mundo externo, seguindo nossos impulsos internos mais autênticos e confiando em que não somos criadores solitários, mas cocriadores de nossa nova realidade, nos relacionando mutuamente por meio da ressonância.

Cada um de nós faz parte da evolução da natureza, que continuamente orienta e organiza os indivíduos para uma realidade perfeitamente orquestrada – e todos nós temos o nosso papel perfeito a representar.

Vivam como vocês amam…

Amem-se e aceitem-se como vocês são…

Saiam dos bancos de reserva e sigam a sua paixão…

Sejam flexíveis em seu rumo sem comprometer quem vocês são…

Avancem com modéstia e integridade, e observem a sua vida se desenrolar a partir de dentro.

Bênçãos,

Simon & Jennifer

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
http://nososarcturianos.blogspot.com.br
sandramluz2011@gmail.com
Fonte - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO - http://www.decoracaoacoracao.blog.br
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com – www.adavai.wordpress.com

Fonte:   http://nososarcturianos.blogspot.com.br/

Nenhum comentário: